Skip to main content

como-definir-sua-estrategia-de-uso-das-midias-sociais-no-ambiente-corporativo
As redes sociais fazem parte do que hoje é denominado “web 2.0”. Esse termo constitui a transformação da Web pelos usuários, visto que intensifica as formas de compartilhamento, publicação e ordenação de informações visando ampliar os espaços de interação entre os participantes.

As mídias sociais podem atuar em diferentes categorias, propondo objetivos distintos a seus usuários, como por exemplo, redes de relacionamento (Facebook, Orkut, Twitter), redes profissionais (Linkedin), redes comunitárias, redes políticas e redes corporativas. Cada nível representa uma diferente plataforma de relacionamento.

Atualmente, as mídias sociais, ao mesmo tempo em que atuam como instrumento de lazer, são também uma ferramenta de construção e desenvolvimento de negócios. Com o alto nível de competitividade, é necessário se planejar antes de implantar soluções sociais corporativas.

De acordo com um estudo da Siemens Enterprise Communications e do Yankee Group sobre a relevância das mídias sociais na comunicação entre empresas e clientes, foi visto que 70% dos consumidores gostariam de interagir com empresas via redes socais. Além disso, a pesquisa mostrou que 1/3 das organizações não se preocupam com políticas internas de utilização de redes sociais, não permitem o uso desses meios no trabalho e não monitoram a participação de funcionários nas redes sociais.”

As organizações necessitam de uma estratégia que permita captar as interações promovidas pelas redes sociais que ,hoje em dia, entregam uma nova categoria de informação aos seus usuários. Esta informação pode ser utilizada para auxiliar o compromisso dos funcionários e consumidores, além de conceber novas oportunidades de negócios com mais agilidade.

Embora grande parte dos executivos e líderes de TI utilizem as redes sociais para o uso pessoal, as organizações estão com dificuldade em determinar o momento adequado para sua inserção nessa tecnologia social. Muitos consideram que a utilização das redes sociais no ambiente empresarial gera grande perda de produtividade, enquanto outros percebem nelas uma forma de permutar informações e estreitar relações com seus funcionários, clientes, consumidores e parceiros.

O surgimento das redes sociais apresentou ao mundo corporativo uma nova forma de alcançar objetivos, que anteriormente para pequenas empresas, parecia impossível. A utilização não necessita de grandes investimentos e possibilita identificar, avaliar e qualificar consumidores e clientes sem extensas pesquisas de mercado, além de obter resultados imediatos.

Vantagens do uso das mídias sociais nas corporações, ditas por um conjunto de pesquisas analisadas pela Bridge Consulting:

  • Interaçãoestreita o relacionamento com o público que se quer atingir e melhora os repositórios a fim de criar um conhecimento coletivo da empresa.
  • Monitoramento – permite monitorar o posicionamento da sua organização na sociedade, permitindo um mapeamento mais eficiente do mercado devido à agilidade nos processos de negócios.
  • Marketing Viral – diversas ações podem ser tomadas para promover sua empresa, visto que a disseminação das informações é mais eficaz.

Desvantagens do uso das mídias sociais:

  • Consumo de tempo – As informações são atualizadas com rapidez e é necessário um monitoramento constante das interações entre os membros.
  • Estratégia complexa de definiruma grande quantidade de sites oferecendo diferentes formas de se apresentar no mundo social virtual, muitas vezes torna a estratégia difícil de ser formulada.
  • Risco de feedbacks negativos – a exposição da marca, se não for gerida de forma efetiva, pode provocar um efeito inverso, dado por feedback negativos e, em alguns casos, crimes de difamação e calúnia.
  • Equilíbrio entre o uso pessoal e profissional é preciso definir políticas de uso dentro do ambiente de trabalho para que as redes sociais não se tornem motivo de dispersão.